mar 25, 2017
1593 visualizado
0 0

João da Costa Faria é agraciado com o título de Cidadão Sulsancaetanense

Publicado por:

Dr. João da Costa Faria com seu amigo Pedroso de Moraes

Por iniciativa do nobre vereador de São Caetano do Sul, Ubiratan Figueiredo, através do Decreto Legislativo nº 463, foi concedido o título de “Cidadão Sulsancaetanente” ao Ilustríssimo Senhor João da Costa Faria, pelos relevantes serviços prestados ao município. A aprovação do Decreto Legislativo foi realizada na sessão de 21 de março de 2017, tendo o número do processo CM nº 091317. A data do  recebimento da honraria será marcada com sessão solene oportunamente. Quem é o homenageado: Dr. João da Costa Faria nasceu em São Paulo, na Rua São Caetano, a tradicional “rua das noivas”. Sua formação educacional: Primário – Grupo Escolar Frontino Guimarães, em Santana; Admissão e Ginásio – Instituto de Educação Caetano de Campos, na Praça da República; Colegial – Colégio Estadual Presidente Roosevelt – São Joaquim, na Liberdade. Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais, pela Faculdade Paulista de Direito, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, turma “João Papaterra Limongi”, em 1964. Juntamente com seu colega de turma, Dr. Edes Tinte, foram os pioneiros da advocacia em Rudge Ramos, com escritório na Rua Helena Jacquey. Em São Caetano do Sul, montou banca, inicialmente, na Rua Santa Catarina, 55, 7º andar, sala 79. Após, na mesma Rua Santa Catarina, desta feita, na sala 01, do prédio de nº 251. Já, em sociedade mantida por 20 (vinte) anos, com o advogado e ex-Deputado Federal Dr. Antônio Russo, instalaram seu escritório na Avenida Goiás, 463, sala 04 e, posteriormente, na Rua Pernambuco, 450, em escritório próprio e que, pelas suas características arquitetônicas, passou a ser conhecido como “A Catedral do Direito”. Atualmente, em sociedade com seu filho primogênito, Dr. João Rogério Romaldini de Faria, com a marca “Faria Advogados e Assessores de Empresas”, estão estabelecidos nos 7º (sétimo) e 9º (nono) andares do edifício “The Office”, situado na Rua Alegre, 470, Bairro Barcelona. Recentemente, em revista especializada e fruto de votação realizada em todo o país, foi apontado como um dos 500(quinhentos) melhores escritórios de advocacia pátrios. Quando estudante, foi presidente do “Centro Acadêmico de São Caetano do Sul”, entidade que abrigava todos os estudantes sancaetanenses que militavam em todas as faculdades do país. Como advogado, foi presidente da 40ª Sub – Secção da Ordem dos Advogados do Brasil, São Caetano do Sul, por duas vezes. Foi também presidente da Associação dos Advogados de São Caetano do Sul, por três vezes. Atuou em todas as áreas do Direito, notadamente cível, criminal, constitucional, administrativa, eleitoral e trabalhista. Sempre dividindo a bancada de defesa com o advogado Antônio Russo, participava de vários júris, sempre se orgulhando que nenhum de seus clientes restou condenado. Atuou em quase todos os pretórios nacionais, com especial ênfase em Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Rio Verde, Belém e Brasília, tendo no Congresso Nacional, participado da CPI- Comissão Parlamentar de Inquérito, que apurava eventuais deslizes no Banestado. No exterior, advogou em Praga, Seul, Tóquio, Madri e Miami. Na advocacia regional, começou com seu escritório “Advocacia João da Costa Faria”, a prestar assessoria na Prefeitura Municipal de Mauá, ocasião em que atuou junto aos Prefeitos Élio Bernardi, Américo Perrella, Leonel Damo e José Carlos Grecco Filho. Em São Caetano do Sul, advogou nos mandatos dos Prefeitos: Antônio José Dall’Anese (Assessor Jurídico); Luiz Olinto Tortorello (Assessor Especial de Gabinete e Diretor Jurídico); Silvio Torres (Assessor de Gabinete) e José Auricchio Júnior (Diretor Jurídico, Diretor da Fazenda e Assessor Especial de Gabinete do Prefeito). Ocupou, por 60 (sessenta) dias, cumulativamente, as funções de Diretor Jurídico e Diretor da Fazenda. Em Rio Grande da Serra, foi Assessor Especial do Prefeito José Carlos Arruda. Foi, também, no Município de Cubatão, Assessor Especial do Prefeito José Osvaldo Passarelli e de sua mulher, Deputada Estadual, Maria Cecília Passarelli. Foi Presidente do Lions Clube São Caetano do Sul – Santa Paula, no ano de 1979. Foi Presidente de dois partidos políticos da cidade, PRT e PRP. Pelo primeiro disputou uma cadeira à Câmara Municipal de São Caetano do Sul, em 1965, ficando como 1º Suplente. Na mídia escrita, participou do “Jornal de São Caetano”, “Jornal do Lar”, “News Seller”, hoje “Diário do Grande ABC”. Foi fundador do jornal “Tribuna de São Caetano”. Incursionou pela mídia radiofônica, participando da equipe de esportes da Rádio Cacique de São Caetano, integrada pelo Vereador João Anhê e Jobert dos Santos, Diogo Mulero e João Bresciani. Comandou programa televisivo, na TV Canal 45, denominado “ABC Brasil”, ao lado do Prefeito Luiz Olinto Tortorello, Altevir Anhê e Domingo Glenir Santarnecchi. Já na “Eco TV”, ao lado do Comendador Antonio Julio Pedroso de Moraes, comandaram, por vários anos, às sextas feiras, ao vivo, das 22 às 24 horas, um programa com a mesma marca. O ponto alto do programa era seu quadro “O Baú do Pedroso”, em que este trazia à baila, fotos alusivas às reportagens realizadas desde sua inauguração.

Categoria do Artigo:
Cotidiano · Destaque

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.