jan 27, 2018
623 Views
0 0

Primeiro ano da administração de Auricchio se encerra com saldo positivo de realizações

Written by

O município de São Caetano, que começou o ano com déficit de R$164 milhões, encerrou 2017 no azul. As contas da Prefeitura apresentaram um superavit nominal de R$ 33,8 milhões. Essa foi uma das notícias mais importantes que o prefeito Auricchio levou em sua prestação de contas no Teatro Paulo Machado de Carvalho, lotado de servidores municipais e representantes da sociedade civil, no último dia 15 de dezembro. O prefeito fez questão de agradecer a todos, munícipes e servidores, pela compreensão e colaboração diante das medidas de ajuste tomadas ao longo do ano a fim de equilibrar as contas governamentais. “Foi um ano atípico e difícil”, ponderou o prefeito, baseando-se na própria experiência de outros anos vividos à frente do governo de São Caetano. “Se não fizéssemos um choque de gestão, fecharíamos 2017 com R$244 milhões de déficit”. Para reverter a situação, a Prefeitura renegociou contratos (obtendo em média 25% de redução de custos) e fez cortes de gastos: reduziu em 21,5% as despesas com pessoal e em 29,4% as despesas com custeio da máquina (despesas correntes).

Por exemplo, foram exonerados cerca de 2000 funcionários, congelados 30% dos cargos comissionados e devolvidos 43 carros alugados (economia de cerca de R$ 12 milhões por ano). “O choque que aplicamos foi na medida e na hora certa. Havíamos previsto que a conseguiríamos ajustar a máquina em dois anos. Conseguimos fazer isso em apenas um ano, sem deixar de atender à população e recuperando nossa capacidade de investimento para 2018”, afirmou o prefeito. Nota “A” na classificação de risco: Também há boa notícia em relação à possibilidade de financiamentos externos. O Banco do Brasil fez uma revisão do grau de risco do município: São Caetano do Sul, que estava com nota C no Índice de Classificação de Risco em 2016, fechou o ano de 2017 com nota A, o que lhe permitirá buscar recursos em órgãos nacionais e internacionais. Colocando a Cidade em dia: Apesar de recursos limitados, foi possível realizar uma série de ações de zeladoria – como os programas “Embeleza São Caetano” e “Operação Remove” – e a retomada de obras que estavam paradas desde 2016, além da concretização de novos projetos.

Itens do Plano de Governo também foram postos em execução, como a adoção do sistema de Cartão Uniforme, no formato de transferência de recurso direta ao munícipe. E a implantação das Barreiras Eletrônicas, por meio do sistema Detecta (da Secretaria de Segurança Pública do Estado), que aumentam a segurança nas entradas e saídas da cidade. Na Saúde, destaque para a revitalização do Hospital de Emergências Albert Sabin e a regularização da oferta de medicamentos, e do atendimento em consultas e exames. Também em 2018 será posto em prática o Portal Saúde 24 horas (manual de serviços de saúde ofertados via internet) e o prontuário eletrônico. Transparência: “São Caetano do Sul é o primeiro município metropolitano, à exceção da capital, a ter Controladoria”, destacou o prefeito em sua prestação de contas. Órgão de combate à corrupção e prevenção a irregularidades e ilegalidades em contratos públicos, a Controladoria também está fazendo o controle da progressão de patrimônio do servidor público. Além disso, a cidade também adotou em 2017 o Diário Oficial Eletrônico e ampliou as informações do Portal da Transparência.

Article Tags:
Article Categories:
Destaque

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.