abr 1, 2017
836 Views
0 0

São Caetano tem programa inédito sobre dificuldade de aprendizagem nas escolas

Written by

Adriana Pizzo, Adriana Gomes, Irene Negreiros, Juliana Amorina, Regina Maura, Janice Paulino, Cristiano Gomes e Mônica Weinstein

Várias vezes a dificuldade de aprendizagem dos alunos passa despercebida e, no fim, acaba se tornando um problema para a criança ou o jovem. Mas, com monitoramento e intervenção, muitas histórias podem mudar. SCS firmou convênio nesta semana com as organizações Coruja Educação e ABCD Trust, que financiarão juntas o valor de R$ 2,6 milhões para realização de uma iniciativa inédita: o Programa de Resposta à Intervenção na Aprendizagem. Segundo a representante da Coruja Educação, Mônica Weinstein, a cidade foi escolhida para receber o projeto piloto por oferecer “toda a estrutura de educação inclusiva e suporte educacional e em Saúde”. A Prefeitura acolheu o programa por meio de uma ação intersetorial entre as secretarias Sesaud (Saúde), Seeduc (Educação) e Sedef (Direitos da Pessoa com Deficiência ou Mobilidade Reduzida). Ainda neste primeiro semestre, devem ser iniciadas ações que serão desenvolvidas durante três anos. Educadores serão capacitados e, num primeiro nível, todas as crianças do Ensino Fundamental I (até 5º ano) receberão as instruções. Após, os alunos com dificuldades receberão intervenções mais individualizadas. O ABCD Trust tem como presidente Patrice de Camaret, representado na reunião realizada na sede da Sesaud, no último dia 28, por Irene Negreiros e Juliana Amorina. A Coruja Educação tem como fundadora Marcela Bastos e foi representada por Mônica Weinstein. Também participaram, Cristiano Gomes (Sedef), Regina Maura (Sesaud) e Janice Paulino (Seeduc), além de Adriana Gomes, diretora municipal de Educação, e Adriana Alves, do CTNEN.

Article Categories:
Cotidiano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.