Home / Editorial / Sem os autonomistas não existiria São Caetano do Sul

Sem os autonomistas não existiria São Caetano do Sul

De acordo com levantamentos históricos da época, São Caetano antes de 24 de outubro de 1948, não tinha uma única praça, hospital, água e esgoto e nem ruas calçadas. Era realmente um pedaço de terra esquecido entre a capital de São Paulo e Santo André. O movimento autonomista de 1948 foi o marco histórico que culminou com a liberdade do então segundo subdistrito de São Caetano do jugo de Santo André. Foi a partir deste marco que São Caetano do Sul ganhou força para chegar hoje entre àqueles municípios considerados de primeiro mundo. O que não podemos esquecer é de que se não fosse a batalha de seus líderes autonomistas, por certo São Caetano do Sul teria, talvez, continuado a ser simplesmente mais um bairro desenvolvido de Santo André, como hoje é Utinga, Parque das Nações, Capuava, e outros. De há muito se espera que esta data deva ser comemorada com a mesma desenvoltura do aniversário da fundação da cidade, em 28 de julho de 1877. Há inclusive muita gente que sugere um feriado municipal para este dia. Nunca é demais repetir que na nossa ótica o dia 24 e outubro é realmente a data mais importante de São Caetano do Sul. Basta ainda lembrar que se não fosse o heroico feito dos autonomistas, o município não teria prefeito nem vereadores. Pensem nisso, senhores. Afinal, depois de 69 anos de lembranças e esquecimentos, pode ser um bom começo! Quanto aos autonomistas é preciso se fazer justiça, honrando pelo menos a data de 24 de outubro como a principal da história do município, sob pena de no futuro ficar caracterizado um velho adágio que “povo sem memória, é povo sem história”. Ainda nos intriga a homenagem prestada na Câmara Municipal, dando o nome de Plenário dos Autonomistas, quando colocaram os nomes dos senhores vereadores em destaque em detrimento dos nomes dos autonomistas, que ao nosso ver, deveria ser o certo. Trata-se de um erro com certeza e que ainda, se tiver alguém de bom senso, talvez quem sabe, possa vir a ser corrigido. Por outro lado, expressamos louvores ao saudoso prefeito Luiz Tortorello pela felicidade de colocar no monumento dos autonomistas, na avenida Goiás, o nome de todos os líderes que muito contribuíram para o progresso e emancipação do município. Viva os Autonomistas de São Caetano!

Leia também...

Nº 1275– 18 de Novembro de 2017

Vereador Caio Funaki prestigia visita de alunos no Legislativo

Alunos da Escola Municipal do Ensino Fundamental Prof. Décio Machado Gaia compareceram às dependências da …

Sessão Solene da Consciência Negra é no próximo dia 27 às 19h

No próximo dia 27 de novembro, às 19 horas, por iniciativa da vereadora Suely Nogueira …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *