banner
abr 15, 2021
626 Visualizações
0 0

ABC tem queda no número de internados e de óbitos por covid na fase emergencial

Escrito por
banner

A maioria das cidades do ABC apresentou queda no número de pessoas internadas e de óbitos por covid em duas semanas, nas quais vigorou a fase emergencial do Plano São Paulo.

Segundo levantamento feito pela reportagem, a maior queda no período foi registrada em Santo André. De 28 de março a 3 de abril os registros apontaram 550 pessoas internadas na cidade; já entre 4 e 10 de abril o número caiu para 258, redução de 53,1%. Na mesma base comparativa foram, respectivamente, 31 e sete óbitos, queda de 77,4%.

A Prefeitura de São Bernardo informou que no dia 26 de março 470 pessoas estavam internadas na rede municipal com diagnóstico de covid-19. No dia 3 de abril, o número caiu para 425 e no dia 10, para 397. Quanto aos óbitos, no período de 26 de março a 3 de abril foram confirmados 94 mortes em decorrência da doença e outras 105 entre os dias 3 e 10 de abril.

Na contramão das duas cidades vizinhas, São Caetano teve aumento no número de óbitos entre os dias 20 de março e 10 de abril. Entre 26 de março e 2 de abril ocorreram 43 mortes pela doença, já de 3 a 10 de abril 50 pessoas foram a óbito em decorrência do coronavírus. Cenário semelhante se observou no número de internações. Na mesma base comparativa foram 28 e 38 internações, respectivamente.

Em Rio Grande da Serra, o número de internações saltou de 6 para 9 entre os dias 23 de marços e 9 de abril, e de óbitos de 64 para 76, ou seja, 50% a mais em internações e alta de 18,8% no número de mortes.

Em Ribeirão Pires, de 26 de março a 3 de abril havia 35 pacientes internados, em média, e de 3 a 10 de abril, 22. Já em relação às mortes, entre os dias 26 de março e 3 de abril ocorreram 11 óbitos e de 3 a 10 de abril mais 11.

Em seus boletins, Mauá não registra o número de internados. Com relação aos óbitos, entre os dias 24 e 30 de março ocorreram 34 mortes e entre 1 e 9 de abril, outras 36.

Diadema não respondeu aos questionamentos da reportagem até o fechamento da edição. Entretanto, segundo informações do Instituto ABC Dados, em 14 dias a variação da média de casos na região caiu 16,9% e de mortes, 10,8%.

ESTADO

O secretário da Saúde do Estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, afirmou que a fase emergencial, que esteve em vigor entre 15 de março e o último domingo (11) reduziu as internações em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) em 17,5% na Grande São Paulo. O número, segundo o secretário, significa quase 1,3 mil pacientes a menos nas unidades.

“A fase emergencial trouxe respostas importantes em termos de proteção à vida. Além disso, tínhamos, no início da semana passada, 92,5% de ocupação dos leitos de UTI na Grande SP. Hoje, estamos com 84% de taxa de ocupação”, disse Gorinchteyn. “Isso mostra o impacto de controle da pandemia a partir do momento que você diminui a circulação de pessoas e, com ela, a circulação do vírus.”

Categorias de artigos:
Geral
banner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

The maximum upload file size: 20 MB. You can upload: image, audio, video, document, text, other. Links to YouTube, Facebook, Twitter and other services inserted in the comment text will be automatically embedded. Drop file here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Bem vindo a Tribuna do ABCD

Tribuna do ABCD