banner
jun 4, 2021
694 Visualizações
0 0

Aneel analisa prorrogar veto a corte de energia na pandemia

Escrito por
banner

A área técnica da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propôs prorrogar até 31 de outubro a proibição dos cortes de energia por falta de pagamento de famílias de bai­xa renda. A medida foi apro­vada em março e tem vi­gên­cia até 30 de junho. A dire­to­ria da agência reguladora de­ve­rá anali­sar a sugestão dos técni­cos, mas não há previsão de quan­­do o processo será pautado.

A resolução entrou em vigor em meio a um agravamento da pandemia no país. Mesmo com a vacinação contra a covid-19, a área técnica analisou que não há perspectiva de melhora da situação sanitária no médio pra­zo, considerando que ainda há alto índice de contágio. Especialistas já apontam que uma terceira onda da doença pode chegar ao Brasil em junho.

Pela proposta apresentada em nota técnica de 28 de maio, a medida continuaria valendo nos mesmos termos e para os mesmos grupos de consu­midores. O processo será re­latado pelo diretor Hélvio Ne­ves Guerra, que poderá alterar as recomendações.

A suspensão vale para cerca de 12 milhões de unidades consumidoras inscritas no programa Tarifa Social, consumidores que precisam de energia para manter equipamentos es­senciais à vida em funcionamento e os que não estão re­cebendo a conta de luz em ca­sa. Também abrange unidades de saúde e hospitais e regiões onde não há instituições financeiras abertas por conta de res­trições de isolamento social.

CADASTRO

Além da proibição de cortes, a agência também suspendeu as verificações periódicas em relação aos cadastros das famílias inscritas no Tarifa Social, ou seja, nenhum consumidor pode ser retirado do programa enquanto a resolução vigorar.

O mecanismo é semelhan­te ao que foi adotado em 2020, quando a proibição foi mais ampla e valeu para todos os consumidores do país. No ano passado, a agência julgou necessário prorrogar a medida por mais alguns meses, ao avaliar a permanência de impactos de medidas de isolamento social no setor elétrico.

Segundo os técnicos, algumas medidas adotadas no ano passado mitigaram a evolução do índice de inadimplência dos consumidores. Apesar dis­so, ainda há preocupação em relação aos efeitos das sus­pen­sões, já que o corte de ener­gia elétrica é a principal ferramenta das distribuidoras para conter a inadimplência.

Categorias de artigos:
Geral
banner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

The maximum upload file size: 20 MB. You can upload: image, audio, video, document, text, other. Links to YouTube, Facebook, Twitter and other services inserted in the comment text will be automatically embedded. Drop file here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Bem vindo a Tribuna do ABCD

Tribuna do ABCD