fev 18, 2017
2651 visualizado
0 0

Cartório de Registro Civil de São Caetano realiza festa de confraternização na La Paz

Publicado por:

Em grande estilo, com a presença do assessor de Gabinete, Dr. Cicaroni, representando o prefeito Auricchio, o Oficial Dr. Wagner Zago comandou a confraternização na Pizzaria La Paz. Em nome de todos, assim se expressou Jamerson Douglas A. Santos, Registrador Civil: “Há um século aproximadamente, no dia 6/2/1917, naquele dia assumiram as primeiras autoridades do Cartório de Registro Civil de São Caetano, que pertencia ao município de São Bernardo, Estado de São Paulo. No decorrer destes cem anos passaram alguns Oficiais: Antonio Flaquer, Octávio Tegão, Waldomiro Borges Canto, Caetano Grecco, Flávio José Grecco e o atual Wagner Zago e sua substituta Angélica Aparecida Cardoso Zago. Dentre estes oficiais, muitos colaboradores que também fizeram parte deste patrimônio histórico que é o Cartório de Registro Civil. A cada sol e a cada chuva muitos choros nos momentos ao registrar um óbito, quando a família sabe que um dia tem que comparecer no cartório, mas não querem passar por esta situação. Cabendo à nós registradores civis nesses momentos também exercer a função de pai, amigo e psicólogo e tentar confortar o familiar. Também acontecem momentos felizes, quando uma vida vem ao mundo no Hospital ou em residência e o segundo lugar que os pais devem comparecer é no Cartório para fazer o registro de nascimento. Há casos em que o pai não sabe escrever o nome do próprio filho e às vezes no momento que nós registradores perguntamos. Qual o nome do seu filho? O pai todo empolgado diz que esqueceu e acaba ligando para a esposa. Nestes cem anos que passaram, cada registrador teve a sua história seu momento de alegria e tristeza, frases ditas ao povo, ouvidas pelo povo e o interessante são períodos diferentes mas histórias semelhantes. Histórias que aprendemos, ensinamos que são passadas para os nossos amigos, filhos, marido e esposa. Da caneta bico de pena, tinteiro, máquina de escrever até chegar os dias de hoje o computador, temos absoluta certeza que o tempo pode e vai passar, mas sempre alguém vai lembrar, daquele que te casou, que registrou o teu filho, que tirou uma certidão do seu avô, bisavó, que deu uma palavra de motivação, que te fez sorrir que te fez chorar que nos trouxe um crescimento seja material ou espiritual. Hoje já fazemos parte da história de muitas pessoas, já entramos em vários lares brasileiros ou até mesmo mundial através de fotos e vídeos. Ser registrador civil é amar aquilo que se está fazendo. Como diz um querido e amigo juiz de Paz, Lazaro Tavares da Cunha que esta data centenária, 6/2/2017, seja lembrada e relembrada pelos filhos dos vossos filhos como uma data auspiciosa e jamais deverá ser esquecida. Parabéns Registradores Civis de São Caetano”.

Categoria do Artigo:
Cotidiano · Destaque

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.