banner
nov 5, 2021
704 Visualizações
0 0

Chuvas dos últimos dois meses são insuficientes para encher reservatórios

Escrito por
banner

Chuvas que têm atingido o Grande ABC desde setembro têm sido insuficientes para aumentar o nível de água dos sistemas hídricos que abastecem Santo André, São Caetano e Mauá. O Cantareira, que é responsável por abastecer São Caetano, e o Alto Tietê, que atende aos outros dois municípios da região, estão com níveis alarmantes.

Em 10 de setembro, o Cantareira registrava 35,1% da sua capacidade em período de escassez de chuvas. O percentual caiu ontem para 28,4%. Já o Alto Tietê registrava 43,2% em setembro, contra 39,6% ontem. A região também é atendida por outros dois sistemas. O Rio Claro abastece Santo André, Ribeirão Pires e Mauá. Entre as duas datas, o seu percentual subiu de 40,4% para 43,2%. Já o Rio Grande leva água para Santo André, São Bernardo, Diadema e Rio Grande da Serra. O seu nível subiu de 73,3% para 83,3%.

A bióloga e pesquisadora da USCS (Universidade Municipal de São Caetano), Marta Marcondes, afirma que os sistemas lidam hoje com o acúmulo de terra, o que diminui a capacidade dos reservatórios. Ela avalia que o início do período de chuvas demorou mais neste ano. O desmatamento da região ainda faz com que as chuvas tenham efeito negativo sobre o abastecimento.

“Em Rio Grande da Serra, choveu um monte, mas temos várias áreas que foram desmatadas. Quando vem a chuva forte, ao invés de ser absorvida pelas áreas de mata, ela está carregando o solo que está sem a mata (para dentro do reservatório)”, exemplifica.

Robson Costa, engenheiro sanitarista e professor dos cursos de engenharia da Estácio Santo Amaro, afirma que o nível de água de todos os reservatórios é preocupante. “Vai haver um racionamento em breve se não houver aumento considerável decorrente de uma chuva volumosa de novembro até março”, prevê.

Já Ricardo Crepaldi, coordenador da Câmara Técnica de Meio Ambiente e Mudanças Climáticas da ABES-SP (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – Seção São Paulo), acrescenta que o consumo de água da população segue elevado à revelia de campanhas de conscientização do poder público. “As medidas de economia não têm surtido efeito. Ainda se vê muita gente lavando as calçadas”, lamenta o especialista.

Em nota, a Sabesp afirma que não há risco de abastecimento atualmente e reforça a necessidade do uso consciente da água. “A região do (Grande) ABC é abastecida pelo sistema integrado, composto por sete mananciais e que permite transferências rotineiras de água entre regiões, conforme a necessidade operacional”, destaca.

Etiquetas do artigo:
· · ·
Categorias de artigos:
Geral
banner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

The maximum upload file size: 20 MB. You can upload: image, audio, video, document, text, other. Links to YouTube, Facebook, Twitter and other services inserted in the comment text will be automatically embedded. Drop file here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Bem vindo a Tribuna do ABCD

Tribuna do ABCD