banner
ago 21, 2021
670 Visualizações
0 0

Diadema oferece oficinas gratuitas de breaking, novidade olímpica em 2024

Escrito por
banner
Cidade, que é uma das referências nacionais na dança que foi anunciada como modalidade Jogos de Paris, foi tema de programa É de Casa da Globo; vem ouro por aí?
 
Quem assistiu ao É de Casa, da Globo, no último sábado (14), deve ter feito um esforço tremendo para permanecer imóvel no sofá. Isso porque um dos temas da edição do programa foi o breaking, dança que será uma das novidades nos Jogos Olímpicos de Paris em 2024. E não poderia haver local mais apropriado para abordar o tema do que a Casa do Hip Hop, em Diadema, o templo sagrado da agora modalidade esportiva no Brasil.
Embora o breaking seja bastante disseminado em eventos ligados à chamada cultura de rua, o anúncio do Comitê Olímpico automaticamente transformou os seus muitos adeptos por aqui em potenciais medalhistas olímpicos. Isso porque a ligação da cidade com esse tipo de dança vai muito além da visibilidade proporcionada pela Casa do Hip Hop – além claro, de ser o local onde Nelson Triunfo começou a fazer história.
Diadema, na verdade, tem se destacado também por oferecer aulas gratuitas breaking por meio das oficinas culturais realizadas pela Prefeitura Municipal.  Foi  a partir desse trabalho que uma geração inteira de novos bboys e bgirls (como são chamados os dançarinos e dançarinas de breaking) começou a despontar nacional e internacionalmente. Muitos, inclusive, fazendo dessa arte a sua profissão – como é o caso do premiado HP Klinger Anakleto.
Hoje, em função da pandemia, as aulas ainda estão sendo oferecidas apenas de maneira virtual. Mesmo assim, cerca de 200 pessoas de várias idades já estão participando das oficinas ministradas por professores renomados. “Não tem como falar do breaking no Brasil sem falar de Diadema de da Casa do Hip Hop. Foi aqui, lá nos 1990, que a dança começou a ganhar destaque pelas mãos (e pés) de Nelson Triunfo e outros grandes dessa cultura. Nossa cidade foi uma das primeiras a oferecer oficinas do tipo e isso e explica o enorme interesse da população mesmo com as aulas ministradas virtualmente”, avalia Reinado Leiva, chefe do serviço de Formação da Secretaria de  Cultura.
Futuro olímpico
A inclusão do breaking como modalidade olímpica foi recebida com entusiasmo pelos seus praticantes em Diadema. Um deles é Biel, de 22 anos, cria da Casa do Hip Hop e bboy desde os 12.  Dá pra dizer, sem medo de errar, que ele é oriundo da quarta geração de dançarinos da cidade e já considerado uma das apostas do breaking para representar o país na maior competição esportiva do planeta – e, quem sabe, trazer o ouro para cá.
“Daqui de Diadema saiu algumas das principais crews (grupo de bboys) do país e também uma das primeiras a ser campeã mundial (a Funk Fuckers). Não tenho dúvida de que muita gente da cidade estará pronta para disputar uma vaga na Olimpíada e quem sabe até trazer uma medalha para o país”, avalia Biel.
O secretário de Cultura de Diadema, Deivid Couto, concorda: “A Casa do Hip Hop já forjou campeões mundiais e Diadema é a terra de grande nomes da modalidade. É natural que a gente crie uma expectativa muito grande de representar o Brasil em Paris em 2024”.
Onde fazer:
As inscrições estão abertas desde esta terça 27 de julho e não têm data para acabar. Elas serão realizadas de forma digital por meio do preenchimento completo do presente formulário eletrônico no site: https://tinyurl.com/OficinasDiadema2021
Por enquanto, todas as aulas são apenas virtuais. Assim que a pandemia permitir, elas voltarão ao modo presencial nos seguintes espaços:
Todas as informações sobre locais dos cursos e as oficinas oferecidas em cada um deles estão disponíveis no próprio link da inscrição (confira abaixo). Os interessados também podem procurar o centro cultural mais próximo de casa para tirar dúvidas e saber mais detalhes sobre a iniciativa.
Importante: a participação nos cursos é totalmente gratuita, mas estão sujeitas às diretrizes estabelecidas previamente. O documento também já deixa claro todas as regras para as possíveis aulas presenciais.
Etiquetas do artigo:
· ·
Categorias de artigos:
Diadema
banner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

The maximum upload file size: 20 MB. You can upload: image, audio, video, document, text, other. Links to YouTube, Facebook, Twitter and other services inserted in the comment text will be automatically embedded. Drop file here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Bem vindo a Tribuna do ABCD

Tribuna do ABCD