banner
out 7, 2021
735 Visualizações
0 0

Dose adicional contra a covid-19 para profissionais de saúde está disponível em Diadema

Escrito por
banner

Reforço da imunização já está disponível para quem tomou a segunda dose há mais de seis meses no município

Os profissionais de saúde, maiores de 18 anos, que receberam a segunda dose da vacina contra a covid-19 em Diadema há mais de seis meses já estão elegíveis para tomar a dose de reforço (D3).

Para receber a dose adicional (D3), o trabalhador da saúde deve comparecer com o comprovante de vacinação da primeira fase com a primeira e segunda dose obrigatoriamente aplicada em Diadema, juntamente como os documentos pessoais (documento com foto, CPF e comprovante de endereço de Diadema ou a carteirinha de matrícula da UBS).

Será necessário comprovar que é trabalhador da saúde. Os profissionais da rede municipal poderão apresentar crachá funcional da Prefeitura ou da SPDM. No caso de Trabalhadores de Clínicas particulares localizadas na cidade, além do critério acima, só poderão ser vacinados os profissionais que tomaram D1/D2 em Diadema.

O município adotará para as doses adicionais imunizante divergente daquele usado na primeira (D1) e segunda dose (D2), com o intuito de promover uma melhor resposta imunológica, em consonância com a Nota Técnica Federal Nº 27/2021-SECOVID/GAB/SECOVID/MS.

A dose de reforço está disponível em todos os postos de vacinação do município. Confira aqui a lista completa: http://www.diadema.sp.gov.br/secretaria-saude/26592-conheca-os-locais-de-vacinacao-para-covid-19 

Dose de reforço

Vale destacar que a aplicação da dose de reforço (ou terceira dose) segue disponível para os idosos com 60 anos ou mais que tenham tomado a segunda dose há pelo menos seis meses ou ainda para as pessoas com mais de 18 anos com doença imunossupressora, desde que a segunda dose ou dose única tenha sido aplicada há, pelo menos, 28 dias.

Para receber a dose adicional, será necessário apresentar documento pessoal com foto (CNH ou RG), o Cadastro de Pessoa Física (CPF) – tanto a versão física, digital e/ou a declaração impressa do site da Receita Federal -, o comprovante de endereço de Diadema no próprio nome (ou carteirinha de matrícula da UBS) e o comprovante de vacinação com a D2 feita há, no mínimo, seis meses.

Quais são os critérios para imunização com D3 dos imunossuprimidos:

Considera-se pessoas com alto grau de imunossupressão indivíduos que possuam:

I – Imunodeficiência primária grave

II – Quimioterapia para câncer

III – Transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras

IV – Pessoas vivendo com HIV/Aids com CD4 < 200 cel/mm3

V – Uso de corticóides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias.

VI – Uso de drogas modificadoras da resposta imune *

* Drogas modificadores de resposta imune consideradas para fim de elegibilidade a dose adicional da vacina para pessoas imunossuprimidas: Metotrexato; Leflunomida; Micofenolato de mofetila; Azatiprina; Ciclofosfamida; Ciclosporina; Tacrolimus; 6- mercaptopurina; Biológicos em geral (infliximabe, etanercept, humira,adalimumabe, tocilizumabe, Canakinumabe, golimumabe, certolizumabe, abatacepte,Secukinumabe, ustekinumabe); Inibidores da JAK (Tofacitinibe, baracitinibe e Upadacitinibe).

VII – Pacientes em terapia renal substitutiva (hemodiálise)

VIII – Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).

Etiquetas do artigo:
· · ·
Categorias de artigos:
Diadema
banner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

The maximum upload file size: 20 MB. You can upload: image, audio, video, document, text, other. Links to YouTube, Facebook, Twitter and other services inserted in the comment text will be automatically embedded. Drop file here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Bem vindo a Tribuna do ABCD

Tribuna do ABCD