Maio 28, 2020
102 visualizado
1 0

Fundação das Artes une alunos e famílias em aulas virtuais durante período de isolamento

Publicado por:

As aulas virtuais e outras ações especiais da Fundação das Artes de São Caetano têm servido de estímulo para que alunos e famílias atuem em conjunto, driblando desafios e fazendo uso da arte para atravessar este momento de forma reflexiva, questionadora, não deixando a criatividade de lado.

Adaptando seus espaços particulares, ressignificando utensílios domésticos, se aventurando em novas plataformas digitais, os estudantes têm ampliado suas possibilidades de criação neste momento para realizar as atividades artístico-pedagógicas das aulas de Dança, Música, Teatro e Artes Visuais.

O Programa de Apoio Pedagógico à Inclusão da Fundação das Artes (Papi),  desenvolvido desde 2007, é um programa formado por adultos e crianças com diagnóstico de Autismo, Dislexia, Síndrome de Down, Deficiência Intelectual, Distúrbio de Aprendizagem, questões emocionais, alterações no processamento auditivo, entre outros.

Neste momento de distanciamento, levando em consideração a autonomia e as características específicas de cada aluno, a equipe do Papi passou a fazer uso de plataformas como Google for Education, formou grupos de acompanhamento via whatsapp e vem experimentando outras plataformas como o Messenger, Facebook e Skype.

Para os alunos que não possuem estrutura para acompanhar as aulas em ambiente virtual, foi produzido  material pedagógico detalhado (impresso ou áudio), além de um plantão de dúvidas com acesso rápido e fácil a professores e coordenação via telefone ou e-mail.

Atenta para os cuidados e ao momento atual, a Fundação das Artes, vem propondo novas formatos para o ensino das artes e para a formação cultural.

Frutos deste trabalho são projetos como o Festival Cenas para um Futuro Próximo (Teatro), projeto Colcha de Retalhos (Dança), exposição virtual de Artes Visuais, além de apresentações dos organismos de música da Instituição como Big Band Salada Mista, Som na Calçada, e lives pedagógicas com profissionais da cultura contando como estão se reinventando neste período, como o violinista Danilo Ferreira, formado pela Instituição e que hoje atua na UDK Universidade de Berlim.

O incentivo a estas ações compõe o calendário de celebração dos 52 anos da Fundação das Artes: “Desde o início da pandemia a Fundação escolheu um caminho único. Neste momento instável, trabalhamos com nossas certezas. Certeza de que a Arte agrega pessoas e conhecimentos. Certeza de que os processos artísticos podem ser realizados em qualquer meio. Certeza de que a Arte representa um respiro em tempos de desafio”, ressaltou a diretora-geral da Fundação das Artes, Ana Paula Demambro.

Para acompanhar a campanha 52 dias de celebração da Fundação das Artes, acesse: http://www.fascs.com.br – www.facebook.com/fascs  e Instagram: @fundacaodasartes

Próxima Live da Fundação das Artes,com Maestro Geraldo Olivieri da Orquestra Jovem da Fascs e como convidado o percussionista Alexandre Biondi

Quando: Hoje, 28 de maio, às 20h

Categoria do Artigo:
Destaque · São Caetano Do sul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.