banner
ago 11, 2020
988 Visualizações
0 0

Gigantes da internet criticam restrições de Trump a trabahadores estrangeiros

Escrito por
banner

Amazon, Apple, Facebook, Microsoft, Netflix, Twitter e outras empresas de tecnologia entraram nesta segunda-feira com processo contra restrições impostas pelo governo dos Estados Unidos à entrada de trabalhadores estrangeiros no país durante a pandemia.

O processo foi aberto na Califórnia. As empresas alegam que as restrições prejudicam as empresas norte-americanas e impactam a economia do país.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, emitiu em junho uma ordem para suspender a entrada de uma série de trabalhadores estrangeiros até o fim do ano, alegando proteger empregos de norte-americanos em meio à pandemia.

Entre os prejudicados pelas restrições estão trabalhadores com habilidades específicas que entravam no país com vistos de tipo H-1B e executivos e funcionários especializados que são transferidos dentro de uma mesma empresa via vistos L, ambos usados por empresas de tecnologia.

No processo, as empresas argumentam que a determinação de Trump pode causar dano irreparável às empresas, trabalhadores e economia do país e que foi baseada em uma “presunção falsa” de que serviria para proteger trabalhadores norte-americanos.

“Competidores globais no Canadá, China e Índia, entre outros, estão aproveitando oportunidades e atraindo indivíduos bem treinados e inovadores”, afirmam. “E as empresas norte-americanas estão enfrentando dificuldades para se ajustarem e contratarem talentos para trabalharem em locais fora das fronteiras de nosso país”.

Etiquetas do artigo:
· · · · · ·
Categorias de artigos:
Geral
banner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

The maximum upload file size: 20 MB. You can upload: image, audio, video, document, text, other. Links to YouTube, Facebook, Twitter and other services inserted in the comment text will be automatically embedded. Drop file here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Bem vindo a Tribuna do ABCD

Tribuna do ABCD