banner
jan 7, 2021
826 Visualizações
0 0

Internação em razão da Covid cresce até 30% no Grande ABC

Escrito por
banner

As cidades da região tiveram aumento de até 30,18% nas internações entre 30 de dezembro e ontem. Caso da líder São Bernardo, onde 289 pacientes foram hospitalizados, sendo 191 em enfermaria e 98 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva), no período. O acréscimo está relacionado à crescente dos casos de Covid-19, observada desde meados de novembro no Grande ABC.

Por sua vez, Santo André teve alta de 3,56%, com 233 hospitalizações. Já as demais cidades registraram redução nas internações nos últimos sete dias – Ribeirão Pires (-30,5%), Diadema (-10%), Mauá (-3,33%) e São Caetano (-2,33%). Os percentuais consideram entradas em enfermarias e UTIs. Ainda que haja redução, nova alta pode ocorrer nos próximos 14 dias como reflexo das festas de fim de ano.

Os dados são da SP Covid Info Tracker, plataforma gerida por pesquisadores da Unesp (Universidade Estadual Paulista), da USP (Universidade de São Paulo) e do Cemeai (Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria), e consideram informações do governo do Estado. Não há dados de Rio Grande da Serra.

Segundo Olavo Munhoz, consultor da SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia), os dez primeiros dias da infecção pelo novo coronavírus são “os mais decisivos após o início dos sintomas”. Isso significa que é neste período que, normalmente, o quadro de saúde agrava, levando à internação.

Desta maneira, considerando as confirmações de Covid de 23 de dezembro a 5 de janeiro, o aumento foi de 28,4% em Santo André, 21,63% em Mauá, 20,08% em Diadema, 16,82% em São Bernardo e 16,41% em Ribeirão Pires. Na região, o tempo médio para resolução dos casos, ou seja, o período para que se tenha a recuperação plena do paciente ou o óbito, é de 20 dias.

AÇÕES

Para evitar saturação da rede pública de saúde, as cidades da região suspenderam cirurgias eletivas em dezembro. São Bernardo reabilitou 40 leitos de UTI no Hospital de Clínicas para atendimento de pacientes com a Covid-19. São Caetano aumentou o número de leitos de enfermaria de 18 para 26. Já a Prefeitura de Diadema contratou dez leitos e 300 diárias em UTI de hospital privado na Capital.

As prefeituras afirmaram que monitoram o avanço da pandemia na região para, em caso de necessidade, ampliar a oferta de leitos. Atualmente, Santo André dispõe de dois hospitais de campanha, um no Complexo Esportivo Pedro Dell’Antonia e outro na UFABC (Universidade Federal do ABC), e Ribeirão Pires, de um.

ATUALIZAÇÃO

O Grande ABC confirmou ontem mais 476 casos e 15 mortes de Covid, totalizando 100.626 diagnósticos e 3.522 óbitos. São 83.867 pessoas recuperadas e 112.477 casos suspeitos em andamento.

São Bernardo registra 39.344 positivos e 1.220 falecimentos, seguida por Santo André (29.679 confirmações e 866 vítimas fatais), Diadema (13.152 positivos e 566 vidas ceifadas), Mauá (8.154 infectados e 413 mortes), São Caetano (6.256 casos e 311 óbitos), Ribeirão Pires (3.215 diagnósticos e 117 baixas) e Rio Grande da Serra (826 positivos e 29 falecimentos).

No Estado, são 1.486.551 diagnósticos e 47.222 mortes. O País contabiliza 7.810.400 infectados e 197.732 óbitos.

Categorias de artigos:
Geral
banner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

The maximum upload file size: 20 MB. You can upload: image, audio, video, document, text, other. Links to YouTube, Facebook, Twitter and other services inserted in the comment text will be automatically embedded. Drop file here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Bem vindo a Tribuna do ABCD

Tribuna do ABCD