mar 28, 2020
794 visualizado
1 0

Marcos Sidnei Bassi esclarece procedimentos referentes a aulas, mensalidades e expediente

Publicado por:

O reitor da USCS Doutor Marcos Sidnei Bassi

Em meio à situação de pandemia do coronavírus e seu impacto em todos os setores, incluindo a economia, o reitor da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), Marcos Sidnei Bassi, concedeu entrevista à Tribuna do ABCD com informações relevantes a estudantes, docentes e funcionários da instituição. O reitor Marcos Sidnei Bassi é Doutor em Ciências Sociais – Sociologia (PUC-SP), Mestre em Administração de Empresas pela (Fundação Getúlio Vargas-SP), possui graduação em Direito pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul e em Ciências Sociais pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (1987). E atualmente, está em seu segundo mandato à frente da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Confira a entrevista na integra:
Tribuna do ABCD: Como ficam os casos de alunos que não terão condições de pagar as mensalidades, dado o impacto econômico da atual restrição de mobilidade?
Marcos Sidnei Bassi: A USCS vem desenhando um financiamento especial para esses casos. No entanto, já é possível adiantar as seguintes características: O estudante que, comprovadamente, perder o emprego ou tiver redução em seus rendimentos no período, poderá deixar de pagar as mensalidades de abril, maio e junho de 2020, quitando o saldo, posteriormente, em 12 parcelas. A exceção fica por conta do curso de Medicina. Neste caso, o financiamento será de 25% do valor de cada uma das mensalidades citadas acima. Alunos que realizarem a rematrícula em julho de 2020, iniciarão o pagamento do financiamento apenas a partir de 2021. Caso a rematrícula não seja efetuada, o pagamento terá início no segundo semestre de 2020. O edital, com todos os detalhes do financiamento especial já está disponível no link: www.uscs.edu.br/financiamentoespecial assim como o termo de adesão. Será montada uma comissão para avaliar a pertinência de cada solicitação.
Tribuna do ABCD: A partir de abril, os cursos da USCS serão ministrados via EAD?
Marcos Bassi:A USCS não irá transformar os cursos presenciais em cursos EAD. Todo estudante de graduação presencial seguirá tendo 100 dias de aulas presenciais no atual semestre letivo, conforme contratado. Para isso, haverá reposição, presencial, das aulas, assim que isso for possível. As aulas virtuais, que terão início no dia 7/4, são uma forma de retomar as atividades acadêmicas no curto prazo. Elas serão importantes para manter o contato dos alunos com as disciplinas e dar continuidade ao processo ensino-aprendizagem, mas são “um algo a mais”. Não entram nesse montante de 100 dias letivos obrigatórios.
Tribuna: Se o aluno precisar cancelar/ trancar a matrícula, como deve proceder?
Marcos Bassi: Com a possibilidade aberta pelo financiamento acima citado, entre outras alternativas que podem surgir, a USCS busca evitar ao máximo que tal medida seja necessária. O ideal é que o(a) aluno(a), ao menos, tenha a possibilidade de completar o semestre letivo. Sabemos, no entanto, das dificuldades que o contexto atual poderá impor. De qualquer forma, sugerimos que, antes de tomar qualquer decisão nesse momento, o estudante entre em contato com a Ouvidoria do Aluno, pelo endereço: ouvidoriadoaluno@ adm.uscs.edu.br.
Tribuna:Haverá redução nas mensalidades?
Marcos Bassi: Sim. A partir de abril, e durante o período em que ainda não seja possível a retomada das aulas presenciais, todo aluno da USCS terá 6% de desconto em suas mensalidades. Neste tópico, cabe uma reflexão: a Universidade não está insensível ao momento por qual passamos e vem empreendendo esforços para encontrar alternativas que não inviabilizem a própria capacidade da instituição em seguir prestando seus serviços de forma adequada. É preciso que todos compreendam a complexidade da situação. Como explicado no comunicado divulgado no dia 24/3, a USCS, neste momento, não está alterando contratos de trabalho previamente estabelecidos: ou seja, os custos com pessoal não serão reduzidos. Os professores seguem recebendo seus pagamentos em dia e integralmente. No entanto, alguns contratos de fornecedores estão, sim, sendo revistos, na medida do possível e do permitido por lei, daí esse percentual de desconto a ser repassado aos alunos.
Tribuna:Como serão realizadas as aulas virtuais?
Marcos Bassi: As aulas seguirão os mesmos horários nos quais, desde o início do semestre, vinham sendo realizadas as aulas presenciais, com os mesmos professores e o mesmo grupo de alunos, interagindo por vídeo, em tempo real (não se trata de aulas gravadas). São resultado dos esforços conjuntos de docentes e colaboradores no sentido de seguir oferecendo ao estudante conteúdos que aprimorem sua formação, em um período, extraordinário e circunstancial, durante o qual não podem haver aglomerações.
Tribuna:Quando começam as atividades do regime de dependências?
Marcos Bassi:As DPs serão realizadas a partir de abril. Na próxima semana, os alunos já poderão fazer inscrição pelo link: www.uscs. edu.br/dp2020. O formato segue o mesmo dos semestres anteriores, com uma mudança: dado o contexto, os valores também serão reduzidos. De R$ 200,00 para R$ 100,00 por disciplina.
Tribuna: Os departamentos administrativos da USCS estão funcionando?
Marcos Bassi: Os departamentos administrativos da universidade estão com suas atividades suspensas até o dia 6 de abril. A partir de então, serão divulgados os horários e formas de atendimento ao público de cada área durante perdurarem as medidas de restrição de circulação.
Tribuna:Como ficam as aulas práticas e os estágios?
Marcos Bassi: As aulas práticas e os estágios serão repostos em momento adequado, assim como ocorrerá em relação às aulas presenciais não ministradas.
Tribuna: Como a comunidade USCS pode colaborar?
Marcos Bassi: Alunos, professores, colaboradores administrativos e dirigentes. Todos, de uma forma ou de outra, somos duramente atingidos pelos acontecimentos das últimas semanas. Em situações como essa, é ainda mais necessário pensar nas consequências de nossos atos e em seu impacto para a coletividade. De forma geral, empatia e diálogo geram sempre os melhores resultados. É hora de estabelecer objetivos comuns. Todos podemos contribuir de alguma forma. Peguemos o exemplo do financiamento citado no item 1: o aluno que puder pagar sua mensalidade em dia estará contribuindo com aquele que passa por dificuldades, uma vez que a receita que torna possível o financiamento advém exatamente das mensalidades recebidas. Enfim, há um enorme desafio pela frente.

Categoria do Artigo:
Geral

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.