set 16, 2020
42 visualizado
0 0

Petrobras anuncia redução nos investimentos de 2021 a 2025

Publicado por:

A Petrobras anunciou a redução de seus investimentos para os anos de 2021 a 2025. O investimento será de US$ 40 bilhões a US$ 50 bilhões. No Plano Estratégico de 2020-2024, o valor planejado era de US$ 64 bilhões.

Eis as justificativas apontadas pela Petrobras:

  • foco na desalavancagem, atingindo a meta de dívida bruta de US$ 60 bilhões em 2022;
  • foco na resiliência, priorizando projetos com breakeven de preço de Brent de no máximo US$ 35/barril e aderentes à estratégia da companhia;
  • revisão de toda a carteira de investimentos e desinvestimentos.

Eis os efeitos esperados pela estatal:

  • otimização no investimento exploratório, mantendo os compromissos acordados com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis;
  • Capex evitado associado aos desinvestimentos;
  • revisão da carteira de investimentos, considerando otimizações, postergações e cancelamentos.

A Petrobras afirma que os ativos do pré-sal passarão a ter uma importância maior na carteira da companhia. De acordo com a empresa, devem representar 71% do investimento total de E&P para 2021-2025. No no Plano Estratégico de 2020-2024, o percentual era de 59%.

“Os investimentos nesses ativos de classe mundial, nos quais somos o dono natural, estão em linha com nossos pilares estratégicos, sendo resilientes a preços mais baixos de óleo”, disse a companhia.

A empresa também anunciou que deve incluir novos ativos na sua carteira de desinvestimentos, sem informar quais campos serão negociados. O Poder360 entrou em contato com a Petrobras, mas não obteve resposta até o fechamento desta reportagem.

Resistência à venda de ativos

A Petrobras enfrenta resistência à venda de seus ativos nas regiões Norte, Nordeste e Sul do Brasil. Há a negociação de 164 áreas de produção de petróleo e gás da Petrobras em todo o Brasil, segundo o Monitor do Desinvestimento –levantamento divulgado pela agência de notícias especializada Epbr. Desse total, 148 áreas estão localizadas fora do eixo Rio-São Paulo.

Congressistas e governadores tentam evitar efetivação das negociações por possível queda na arrecadação e contração do mercado de trabalho nos Estados. Em agosto deste ano, senadores pediram a anulação do processo de venda de 8 das 13 refinarias da Petrobras, instaladas nas três regiões Norte, Nordeste e Sul, onde a estatal quer limitar sua atuação.

Representantes de governos e deputados de 6 Estados têm se reunido virtualmente com a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobras, do Congresso. O grupo lançou há pouco mais de 1 mês a campanha “Petrobras, fica!”.

Categoria do Artigo:
Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.