abr 22, 2017
1413 visualizado
0 0

População já vê melhoras no atendimento do Hospital Infantil Márcia Braido em SCS

Publicado por:

Bruno da Silva, Richard Bernardo de Lima, Victor Bernardo de Lima e Jéssica Alessandra

Nas últimas semanas, o Hospital Infantil Márcia Braido viveu dias de grande volume de pacientes e muitas horas de espera para o atendimento. A Secretaria de Saúde de São Caetano do Sul adotou medidas que já surtem efeito no dia a dia da unidade. A mais recente ação foi a troca da equipe, tendo sido contratada uma associação de médicos que fica como responsável pelo cumprimento de metas de atendimento, como pouco tempo de espera e prioridade em classificação por risco. E o mais importante: sem que se perca a qualidade do serviço. “Esse é um modelo de vanguarda e nossa escolha foi por critério técnico e com parecer jurídico. Ao contrário do que dizem, todos os médicos são especialistas em pediatria e atuam em sistema de colaboração para que as metas de atendimento sejam cumpridas”, afirma a secretária de Saúde, Regina Maura Zetone. Outras ações adotadas foram a limitação de horário dos propagandistas de laboratório, a implantação da classificação por risco e a coleta de exames que passou a ser feita no próprio hospital. “Estamos também providenciando um sistema de senha eletrônica. Tudo o que houver para melhorar o atendimento vai ser feito”, garante a secretária. Desde o último dia 13 de abril, quando a nova equipe assumiu, o atendimento está sendo monitorado. Desde então, a espera não tem ultrapassado tempo maior que uma hora e meia. A quantidade de médicos é a mesma da equipe anterior. Com o novo sistema, a coordenação de plantões também passou a funcionar melhor. Algumas famílias foram ouvidas no último dia 18 de abril, após o atendimento no Hospital Márcia Braido. “Recebemos um tratamento muito bom, atendimento rápido e o médico foi muito atencioso. Ela (Isabella) estava com dor de garganta e febre. Fez exame de urina e Raio X. Foi tudo muito rápido”, disse Gildásio Barbosa da Silva, 44 anos, pai da Isabella Barbosa da Silva, 4. “O atendimento foi excepcional , uma rapidez que sinceramente eu não esperava. O médico foi muito atencioso e logo percebeu que o Victor está com alergia. Já foi medicado e pediu para retornarmos em dez dias”, disse Jéssica Alessandra, 25, que estava ao lado do marido Bruno da Silva, 27, pais de Victor Bernardo de Lima, 4, e Richard Bernardo de Lima, 2.

Categoria do Artigo:
Cotidiano · Destaque

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.