banner
fev 27, 2021
685 Visualizações
0 0

Precisamos falar sobre a jovem Advocacia

Escrito por
banner

Segundo o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, jovem Advogado é aquele que está inscrito há, no máximo, 5 anos nos quadros da OAB. São numerosos os desafios enfrentados por aqueles que dão os primeiros passos na carreira da advocacia. Portanto, precisamos não só falar sobre eles, como dar todo o apoio necessário, já que são estes os garantidores do futuro e do presente da nossa profissão.
Aquele que se formou há pouco tempo, além de ser detentor de uma vontade inabalável de defender o seu constituinte, possui, geralmente, maior facilidade de se adaptar aos infindáveis sistemas eletrônicos que circundam a advocacia.
Ademais, o membro da jovem Advocacia é, na maior parte dos casos, tendente a se atualizar no que diz respeito às novas normas e leis que são cotidianamente inseridas no ordenamento jurídico.
É comum, no entanto, que lhe falte experiência, prática jurídica e contatos. E é daí que incorre a importância da OAB para aqueles em início de carreira. Uma das principais oportunidades de atuar na Ordem dos Advogados está nas comissões temáticas, órgãos de debate e representação das mais diversas temáticas do nosso ordenamento jurídico, bem como de trabalho estrutural da entidade e de apoio ao exercício da Advocacia.
Em São Caetano do Sul, por exemplo, temos mais de 80 comissões que discutem os mais diversos temas. Participar desses grupos ajuda no networking com os advogados mais experientes nas áreas que se pretende trabalhar e também prepara tecnicamente aquele que está se inserindo no mercado.
Recém-formados e aprovados no exame da Ordem, ao ingressarem na advocacia, têm, ainda, a possibilidade de aprenderem o oficio da Advocacia ao se inscreverem na Assistência Judiciária.
Para quem não está familiarizado, trata-se de um convênio entre OABSP e Defensoria Pública, no qual nomeia-se um advogado inscrito para atender a população carente, que não tem condições de arcar com a contratação de um advogado particular.Após receber a nomeação, o advogado realiza o atendimento, trabalhando no processo, e, ao final, é expedida uma certidão de honorários conforme a tabela.
Neste ano, o período de inscrições vai até 6 de março. O cadastro deve ser realizado pelo site www.defensoria.sp.gov.br.
Como consultas, audiências, percalços e vitórias sempre fazem parte da rotina, para o jovem advogado, o convênio possibilita um grande arsenal de experiência prática jurídica, servindo como um excelente laboratório. Além, é claro, de garantir alguma renda e ser uma ótima forma de contribuir com a sociedade, preservando o direito de defesa a pessoas menos privilegiadas.
Por fim, a OAB procura, a todo momento, incentivar o estudo e o aperfeiçoamento constante, por meio de palestras, seminários, simpósios, painéis, conferências, encontros, congressos e reuniões, possibilitando ao jovem advogado assimilar diferentes experiências de vida, inclusive com o desenvolvimento da prática forense, fazendo com que as dificuldades iniciais da advocacia sejam amenizadas e superadas a menor prazo.
Portanto, Jovem Advocacia, venha pra OAB!!!
*João Paulo Borges Chagas é Presidente da OAB São Caetano do Sul/SP (2019-2021).

Etiquetas do artigo:
· · ·
Categorias de artigos:
Artigo
banner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

The maximum upload file size: 20 MB. You can upload: image, audio, video, document, text, other. Links to YouTube, Facebook, Twitter and other services inserted in the comment text will be automatically embedded. Drop file here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Bem vindo a Tribuna do ABCD

Tribuna do ABCD