dez 4, 2021
68 visualizado
0 0

Prefeitura de Diadema inicia aplicação de dose de reforço para quem tomou vacina Janssen

Publicado por:

Prefeitura de Diadema, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), deu início a aplicação da dose de reforço para quem recebeu a dose única do imunizante da Janssen. Segundo orientações técnicas recebidas do Programa Estadual de Imunização (PEI), pessoas com 18 anos ou mais com esquema vacinal completo com dose única de Janssen poderão receber dose adicional com intervalo de, pelo menos, dois meses (61 dias). Para imunossuprimidos com 18 anos ou mais, é necessário um intervalo de, pelo menos 28 dias. De acordo com a 29ª atualização do Documento Técnico estadual, a dose adicional pode ser feita com imunizante homólogo (Janssen), com dose heteróloga com o imunizante da Pfizer ou utilizar o imunobiológico disponível no estoque. Vale ressaltar que Diadema ainda não recebeu, até o momento, nova grade de doses da Janssen. Confira aqui a nova versão do Documento Técnico da campanha municipal de vacinação da covid-19. Diadema adota acesso universal da vacinação – Outra novidade é que o Programa Municipal de Imunização flexibilizou ainda mais a vacinação contra a covid-19 no município. A partir de agora vai ser possível vacinar todos os usuários que tiverem critérios de elegibilidade pode tomar a primeira (D1), a segunda (D2) ou a terceira dose (D3), sem a necessidade de comprovação de residência no município e sem a cobrança que a D1 tenha sido feita na cidade. A medida se tornou viável devido à mudança feita pelo Governo Estadual em relação ao processo de distribuição das grades de vacina aos municípios e vai permitir desburocratizar a vacinação Covid-19 no município. “A partir de agora, o nosso acesso à Vacina Covid-19, em Diadema, se tornará universal. Isso quer dizer que não exigiremos mais comprovante de residência, nem que a D1 tenha sido feita aqui”, explica Ferla Cirino, coordenadora da Imunização. Documentos para vacinação – Para receber qualquer dose é preciso apresentar documento pessoal com foto (CNH ou RG) e CPF (tanto a versão física, digital e/ou a declaração impressa do site da Receita Federal). Em caso de segunda dose, é necessário apresentação do comprovante da D1. Além desses documentos, para se vacinar pela primeira vez contra a covid-19 é necessário fazer o pré-cadastro no site: http://www. vacinaja.sp.gov.br. Quem ainda não possui CPF – situação de alguns adolescentes – deve providenciar antes de ir a um posto de vacinação. Os dados de vacinação são incluídos no sistema com a utilização do número do CPF do vacinado. Assim, não é possível a aplicação da dose sem apresentação do documento.

Categoria do Artigo:
Diadema

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.