abr 17, 2021
39 visualizado
0 0

Prefeitura de São Bernardo reestrutura Hospital Anchieta e amplia UTI

Publicado por:

Em mais uma ação estratégica de enfrentamento à pandemia da Covid-19, a Prefeitura de São Bernardo concluiu nesta semana processo de reestruturação do Hospital Anchieta. As mudanças na configuração do equipamento, promovidas pela Secretaria de Saúde, possibilitarão a partir deste sábado (10/04) que a unidade hospitalar passe a contar com reforço de 11 Unidades de Terapia Intensiva (UTI), permitindo o aumento na sua capacidade de atendimento para casos graves de pacientes com Covid-19. Referência no atendimento de pacientes com Coronavírus, o Hospital Anchieta conta atualmente com 100 leitos, sendo 19 de UTI e 81 de enfermaria. Com a reestruturação, o complexo amplia sua capacidade de leitos de alta complexidade, passando a ter 30 Unidades de Terapia Intensiva e 70 de enfermaria. Segundo o prefeito Orlando Morando, a modificação foi possível após a Administração municipal reforçar o hospital com equipamentos de alta complexidade, dentre eles respiradores, permitindo transformar leitos de enfermaria em Unidades de Terapia Intensiva. “Graças ao empenho da nossa equipe da Saúde vimos que era possível equipar leitos até então de enfermaria, com aparelhos de alta complexidade, garantindo esse reforço de vagas na UTI. Uma mudança estratégica que ampliará a capacidade de atendimento de casos graves, num momento da pandemia em que a maior demanda é justamente nas Unidades de Terapia Intensiva. Com isso, chegamos a quase 200 leitos de UTI para pacientes com Covid-19”, pon-tuou o prefeito Orlando Morando, ao destacar que o Hospital Anchieta foi devolvido à população há um ano e desde então tem prestado atendimento exclusivo para pacientes com Co-ronavírus. Com as mudanças, São Bernardo passará a contar com 196 UTI e 341 de enfermaria, totalizando 537 vagas exclusivas, distribuídas por todo o Complexo Hospitalar (Hospital de Urgência, Hospital de Clínicas, Hospital Municipal Universitário, Hospital Pronto-Socorro Central e Hospital Anchieta). A reestruturação ocorre após a rede municipal de São Bernardo apresentar queda na taxa de ocupação de leitos de enfermaria. Durante o Período Emergencial, entre os dias 27 de março a 4 de abril, o recuo observado foi de 16%. Para o secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple Sobrinho, a modificação adequa a estrutura hospitalar da cidade para o atual cenário da pandemia, onde leitos da UTI estão sendo cada vez mais requisitados. “Entender a necessidade dos pacientes acolhidos pela nossa rede neste momento da pandemia é fundamental para que possamos estruturar a rede municipal, conforme a atual realidade”, pontuou.

Categoria do Artigo:
São Bernardo do Campo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.