nov 6, 2021
119 Visualizações
0 0

SBC fica em zona de classificação para Estância Turística em ranking do Estado

Escrito por
banner

São Bernardo entrou na zona de classificação do governo de São Paulo em situação que poderia alça-la como Estância Turística, devido a parâmetros técnicos. Em ranking atualizado do Palácio dos Bandeirantes, a cidade do Grande ABC, categorizada como Município de Interesse Turístico (MIT ), alcançou a segunda posição da lista estadual, atrás apenas de Paraibuna, na região de São José dos Campos. A colocação daria condições de acesso, mas o tamanho da população impede a medida, conforme a Lei Complementar 1.261/15. A legislação vigente no Estado inviabiliza que municípios com mais de 200 mil habitantes possam pleitear a condição de Estância. A referida lei é base para elevação anual de três MITs à condição de estância, de acordo com critérios pré-estabelecidos, e, por sua vez, as três estâncias com menor pontuação passam a ser consideradas como MIT, uma espécie de rebaixamento. Entre as 645 cidades do Estado, 210 são turísticas, sendo 70 estâncias e 140 MITs. São Bernardo recebeu título de MIT no primeiro semestre de 2019, durante a gestão Orlando Morando. Junto a Paraibuna e São Bernardo, Araraquara – também com mais de 200 mil moradores – completa o pódio. O top 10 do rol é composto por Barretos, Araras, Sertãozinho, Juquitiba, Jacareí, Jundiaí e Limeira. A diferença de classificação entre MIT e Estância se dá pelo contingente populacional e valores de repasse do governo paulista. Todos os MITs recebem aproximadamente R$ 700 mil anuais, enquanto Estâncias têm aportes que superam a quantia de R$ 3 milhões. Os recursos encaminhados são exclusivos do Tesouro do Estado e limitados por orçamento. O ranqueamento foi apurado na ‘lição de casa’ requerida aos municípios, a exemplo de contar com expressivos atrativos turísticos, registrar um conselho municipal de turismo ativo e apresentar documentos técnicos atualizados (inventário de atrativos, dos serviços e de emergência médica, estudo de demanda e plano diretor de turismo), bem como manter em operação um centro de informações turísticas, participar de feiras e eventos do setor, aplicar pesquisas, realizar atividades de fluxo turístico e ter informações a respeito no site da Prefeitura. “Estamos investindo no potencial turístico de São Bernardo, que possui características que nos dão condições de ampliar essa reserva. A classificação mostra que temos acertado em nossas decisões”, pontuou o prefeito Morando. Aspecto de destaque, o segmento de turismo industrial é fator agregador para São Bernardo. Investimentos – A cidade da região aplicou seu primeiro recurso como MIT na revitalização e ampliação do centro de informações turísticas e implantação do gabinete do prefeito mirim, obra entregue em agosto. Também já teve aprovada a restauração de edificações da Área Amazônica na Cidade da Criança, o que inclui as réplicas do Hotel Amazonas, de edifícios da Zona Franca de Manaus e do Monumento do Relógio.

Categorias de artigos:
São Bernardo do Campo
banner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

The maximum upload file size: 100 MB. You can upload: image, audio, video, document, text, other. Links to YouTube, Facebook, Twitter and other services inserted in the comment text will be automatically embedded. Drop file here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Bem vindo a Tribuna do ABCD

Tribuna do ABCD