dez 9, 2017
551 Views
0 0

Prefeito Paulo Serra volta sua atenção para o programa “Saúde Fila Zero”

Written by

Seis mutirões realizados durante o ano impulsionaram os atendimentos. Entre as especialidades que zeraram demandas anteriores a 2017, estão cardiologia adulto e pediátrica, endocrinologia adulto e pediátrica, mastologia, urologia, tomografia, espirometria, ultrassom pélvico, entre outros. De acordo com o prefeito Paulo Serra, o programa é considerado um sucesso e tem amenizado os problemas encontrados na saúde pela atual gestão. “Nós herdamos 128 mil exames e consultas atrasadas há mais de dois anos.

Tinha gente que esperava três anos pelas especialidades. Hoje alcançamos a marca de 85 mil atendimentos que tiramos da fila apesar de todas as dificuldades. Ano que vem teremos 11 novos equipamentos para entregar e os mutirões continuam”, contou o prefeito. Segundo a secretária de Saúde, Ana Paula Peña Dias, o bom atendimento prestado durante o programa é um dos diferenciais. “Apesar de todas as dificuldades, atingimos uma marca importante de redução de 85 mil pessoas que nós tiramos da fila, além de zerarmos a fila de diversas especialidades e mais de 50 tipos de exames. Nosso trabalho continua, seja sábado, domingo ou feriado.

Todo mundo trabalha com sorriso no rosto porque temos o objetivo maior de tratar bem a nossa população”, disse a secretária. Em abril deste ano, o projeto de lei que autoriza a compensação tributária por meio da prestação de serviços essenciais de saúde pública foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Santo André. A partir disso, a Prefeitura abriu o cadastro para clínicas e hospitais particulares que atendessem os critérios de elegibilidade, assim eles passariam a saldar suas dívidas com o Executivo, débitos inclusive que estavam prestes a prescrever. Aderiram ao projeto, o Hospital e Maternidade Dr. Christóvão da Gama e a Clínica Ana Rosa, que juntas receberam a oferta para prestarem quase 9,5 mil consultas e exames, nas especialidades de cardiologia, dermatologia, neurologia, ortopedia, reumatologia, cirurgia vascular e ultrassom.

A ala do Hospital Dia, onde são realizadas cirurgias de baixa e média complexidade com alta no mesmo dia do procedimento, foi reinaugurada no Centro Hospitalar Dr. Newton da Costa Brandão em abril, após mais de um ano e meio de inatividade. Quando voltou a funcionar, a fila de espera para essas cirurgias concentrava cerca de 900 solicitações. Até novembro, sete meses após a retomada das atividades, já foram realizadas 1395 cirurgias de baixa/média complexidade, sendo que a maioria são nas especialidades de Cirurgia Plástica e Urologia.

Article Categories:
Editorial

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.