Maio 13, 2020
86 visualizado
1 0

Volkswagen adia em uma semana retorno à produção em São Bernardo

Publicado por:

A Volkswagen decidiu adiar em uma semana o retorno às atividades nas fábricas de São Bernardo e Taubaté, ambas no Estado de São Paulo. A produção seria retomada no pró­ximo dia 18, mas agora a data mudou para o dia 25.

Segundo a montadora, o adiamento se deve à extensão da quarentena imposta pelo governo do Estado, que determinou o fechamento das concessionárias de veículos ao menos até o final deste mês.

Na fábrica de São José dos Pinhais (PR), o retorno às atividades está mantido para a próxima segunda-fei­ra. Em entrevista coletiva, o presiden­te da Volks­wagen para a Amé­rica Latina, Pablo Di Si, havia adiantado que a retomada da produção dependeria da evo­lução da pandemia do no­vo coronavírus no país.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, a medida foi negociada com a empresa para preservar a saúde dos trabalhadores e utilizará folgas futuras para compensar os dias parados adicionais.

“Neste momento de insegurança com relação à saúde dos trabalhadores, chegamos à conclusão de que o ideal seria usar as folgas futuras agora. Tínhamos quatro dias para trabalhar futuramente. Agora teremos mais cinco, então ficaremos devendo no­ve folgas”, explicou o coordenador de representação na Volkswagen, Wagner Lima.

Em casa desde 23 março, os trabalhadores da Volks permaneceram em férias coletivas até o final de abril. No dia 20 de abril votaram, por meio de assembleia virtual no site do sindicato, acordo – com base na Medida Provisória (MP) 936 – com redução de 30% na jornada de trabalho sem impac­to no salário líquido dos cerca de 9 mil trabalhadores. O acordo vale por três meses.

A retomada das ativida­des na montadora se dará em ape­nas um turno, e serão adotadas mantidas para garantir a saúde dos funcionários.
Haverá distanciamento de dois metros entre as estações de trabalho dos trabalhadores, que utilizarão máscaras e terão temperatura medida antes de começar a trabalhar.

A frota de ônibus foi ampliada para que os usuários possam manter maior espaço entre si no interior do veículo no trajeto casa-trabalho.

O presidente da Volkswagen também informou que a subsidiária brasileira está aproveitando a experiência da empresa na China e na Alemanha para garantir retorno gradativo e seguro de suas operações no Brasil.

Para garantir o cumpri­mento de medidas de segu­rança, funcionários agi­rão co­mo monitores e vão separar aglomerações. “Todo mun­do terá de respeitá-las. Va­mos esquecer hierarquias. O monitor poderá chamar a atenção de qualquer um, até de mim”, afirmou Di Si.

MERCEDES-BENZ

Na fábrica da Mercedes-Benz em São Bernardo voltaram metade dos 4,5 mil fun­cionários. Além dos protocolos estabelecidos por órgãos de saúde, a montadora montou laboratório de campanha em seu pátio para atendimento específico de trabalhadores com sintomas da covid-19. “Ao todo há cerca de 30 médicos, enfermeiros e auxiliares para o atendimento”, afirmou Fernando Garcia, vice-presidente de Recursos Humanos.

Categoria do Artigo:
São Bernardo do Campo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.