banner
jun 16, 2020
1333 Visualizações
0 0

Kostal adia fechamento de fábrica em São Bernardo para 30 de setembro

Escrito por
banner

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC obteve da matriz da Kostal na Alemanha o compromisso de manter a fábrica de autopeças do grupo em São Bernardo ao menos até 30 de setembro. Até lá, as partes buscarão alternativas ao fechamento da uni­dade, anunciada pela empresa há dez dias.

A matriz, porém, reforçou aos dirigentes do sindicato que a decisão de encerrar as ati­vi­dades no ABC está mantida. A entidade, por sua vez, entende que ganhou tempo, uma vez que o encerramento da pro­dução estava inicialmente previsto para o próximo mês.

Neste período, o sindicato tentará contato com o governo do Estado, a fim de buscar apoio do Palácio dos Bandeirantes nas negociações tanto com a matriz como com a filial brasileira.

O adiamento foi anun­ci­a­do aos cerca de 300 trabalha­do­res da planta de São Ber­­nar­­do durante assem­ble­ia re­a­­li­za­­da no último sábado (13).

“Com a negociação ganha­mos tem­po a mais para discutir a via­bi­lidade da planta e tentar en­­contrar alternativas que possibilitem a permanência. Caso não encontremos meios, teremos mais tempo para discutir como serão os acordos. Porém, o objetivo é achar saídas que evitem o fechamento da planta”, afirmou ao jornal Tribuna Metalúr­gica o coordenador do sindica­to em São Bernardo, Genil­do Dias Pereira, o Gaúcho.

“Agora ganhamos mais for­ça para avançar nas negociações, até porque não pararemos por aqui. É preciso que os trabalhadores se mantenham organizados e mobilizados”, disse o coordenador do Comitê Sindical de Empresa (CSE) na Kostal, Eric Oliveira Alves.

Além do ABC, a Kos­tal possui fábricas em Cravinhos, no Interior paulista, e em Manaus (AM). A matriz estuda se vai centralizar a produção em Cra­vinhos ou importar tudo do México, que tem acordo de li­vre comércio com o Brasil.

MOBILIZAÇÃO

A Kostal comunicou no úl­timo dia 6 ao sindicato a decisão de baixar as portas definitivamente, o que levou os trabalha­dores a cruzar os braços. Com o prazo dado para o fechamento da fábrica, a pro­du­ção foi retomada ontem.

Na última terça-feira, a direção do sindicato conversou com o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), que se reuniu com a direção da empresa por meio de videoconferência. Na reunião, a Kostal teria garantido a permanência da área administrativa na cidade, com a manutenção de cerca de 100 funcionários.

No dia seguinte, os tra­ba­lhadores fi­ze­ram passeata pe­­­las ruas do bairro Taboão. Funcionários de vá­rias fá­bricas da base do sindicato na região pres­taram solidariedade e se uniram à manifes­ta­ção.

Categorias de artigos:
São Bernardo do Campo
banner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

The maximum upload file size: 20 MB. You can upload: image, audio, video, document, text, other. Links to YouTube, Facebook, Twitter and other services inserted in the comment text will be automatically embedded. Drop file here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Bem vindo a Tribuna do ABCD

Tribuna do ABCD