banner
nov 18, 2022
258 Visualizações
0 0

São Bernardo é reconhecida pelo Guinness World Records como a cidade que mais recicla óleo usado no mundo pela 2ª vez

Escrito por
banner

São Bernardo celebra novo feito ao ser reconhecida, pela segunda vez, pelo Guinness World Records por ter batido recorde na reciclagem de óleo comestível.

Por meio do Programa Eco Óleo 2022, a Prefeitura coletou 55.951,88 litros de óleo de cozinha usado no período de um mês, volume capaz de preservar até 1,4 milhão de metros cúbicos de água limpa, o equivalente a 560 piscinas olímpicas.

O prefeito Orlando Morando participou da entrega do prêmio no último dia 14, em Nova Iorque (EUA), no escritório mundial do Guinness, ao lado do filho, Orlandinho, e do presidente do Instituto Triângulo, Eduardo Maki.

As despesas da viagem foram pagas com recursos próprios. A condecoração foi entregue em mãos pela representante do Guinness World Records, Christine Fernandez. “Essa é uma ação que se tornou um programa de governo, tamanha a importância para a nossa sociedade e nossos recursos naturais.

São Bernardo possui cerca de 53% do território inserido em área de proteção de mananciais da bacia da Represa Billings, que é o maior reservatório de água da Grande São Paulo e a principal favorecida com essa campanha”, ressalta o chefe do Executivo.

O Programa Eco Óleo, feito em parceria com o Instituto Triângulo, realizou, entre os dias 2 de junho a 1º de julho, grande mobilização da rede de Educação da cidade.

Por meio do Projeto Guardiões da Billings, foram 134 escolas municipais envolvidas na campanha (ao todo, são 176 unidades).

Os pontos de arrecadação chegaram a 494 (incluindo 37 entidades). Além disso, 53 pontos porta em porta (condomínios e residências) entraram na lista.

Durante a campanha de conscientização ambiental, os moradores podem trocar dois litros de óleo comestível usado por pedras de sabão ecológico.

A medida possibilita a destinação certa do resíduo, uma vez que um litro de óleo pode contaminar até 25 mil litros de água.

As substâncias do óleo não se dissolvem na água e, quando despejadas irregularmente no curso d’água, causam descontrole do oxigênio e morte de espécies marinhas.

Categorias de artigos:
Destaque · São Bernardo do Campo
banner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

The maximum upload file size: 20 MB. You can upload: image, audio, video, document, text, other. Links to YouTube, Facebook, Twitter and other services inserted in the comment text will be automatically embedded. Drop file here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Bem vindo a Tribuna do ABCD

Tribuna do ABCD